Em Patos de Minas

janeiro 26, 2010 Deixe um comentário

Por Pablo Capilé

Saímos cedo de Uberaba, mesmo com toda a dificuldade do mundo em acordar, já que havíamos dormido bem tarde na noite anterior. Cigarro, banho gelado, cigarro, leite, cigarro, pão, cigarro, cigarro e pé na estrada. Chegamos a Patos de Minas na hora do almoço, o restaurante onde os Pelejas nos levariam já estava fechado. Nos levaram então para o hotel onde comemos um sanduíche fodão e nos arrumamos para participarmos do lançamento do Fórum de Cultura de Patos, onde eu e o Talles palestraríamos.


O evento aconteceu no hotel mesmo, três andares acima do quarto que estávamos, e quando subimos todos já nos esperavam. Vane conduziu a mesa, com toda a formalidade do mundo. Reza a lenda que ele ficou duas semanas decorando os protocolos. Vice-prefeito, secretário, coordenadores de ongs, vereadores, artistas e demais agentes culturais estavam presentes em uma plenária bem cheia e que demonstrava a força do Peleja na cidade e o respeito para com as iniciativas desenvolvidas por nosso ponto fora do eixo patense.

Após as falas iniciais, era a vez de nossas palestras e  discorremos por mais de 2 horas sobre o CFE, Abrafin, Casas, economia solidária, tecnologias sociais, rede, comprometimento, etc etc etc. A plateia participou bastante do debate, fazendo inúmeras perguntas, principalmente sobre os sistemas de crédito e os arranjos produtivos locais e nacionais que desenvolvemos. Após nossas falas, deu-se continuidade à implementação do Fórum de Cultura Patense, que logo de cara já entrou chutando a porta e construindo uma nova lei de fomento a cultura na cidade.

O evento acabou às 18h, comemos, nos trocamos e caímos direto para casa do Ciro e da Mayra, dois dos principais articuladores do Peleja, onde mais de 20 pessoas já nos esperavam, entre elas jornalistas, estudantes, músicos, fotógrafos, videomakers, rappers, atores, artistas plásticos etc. Pedimos um Big Pato Especial na lanchonete point da cidade, comemos pra caralho e iniciamos mais uma sessão ininterrupta de 4 horas de provocações aos nativos.

O papo foi muito bacana, e além do Peleja estavam presentes também representantes do movimento hip hop, que querem lançar a Cufa por lá, galera da Aliança Hard Core (potenciais integrantes do HC Fora do Eixo), jornalistas e blogueiros. Contextualizamos todo o histórico do Fde, explicando os mais variados exemplos de casos de consolidação e implantação de coletivos e fomos sabatinados depois pela galera toda, nos indagando sobre circulacão de bandas, distribuicão, formalização, entre outros temas. Fomos embora de madrugada já com reuniaão marcada para as 14h do outro dia.

Confira matéria na TV Local sobre a Coluna Fora do Eixo em Patos de Minas:

Acordamos e fomos direto pro almoço, acompanhados do Ciro e do Vane. Chegamos na hora marcada à sede do Peleja, que fica no porão da casa do pai do Ciro, espaco amplo e compatível com o que o Peleja precisa nesse momento. Lá foram mais 4 horas de debates , focados principalmente na construção do organograma do coletivo. Terminamos quase às 18h, despedimos de geral e nos encaminhamos para o hotel onde assistimos o massacre do Vascão pra cima do Foguinho e pegamos a estrada rumo a Poços de Caldas.

Falamos da estrada depois, já que esta merece um capítulo especial. Tá tudo super corrido e estamos tentando transmitir via twitcam, tuitando tudo, tirando fotos e fazendo vídeos.

Abraços!

Anúncios
Categorias:Uncategorized

A coluna começa articulando o Triângulo Mineiro

janeiro 24, 2010 1 comentário

Por Talles Lopes

Goma lança seu programa de produção e comunicação colaboratitva

Foto por Hick Duarte – Goma Comunicação

Começamos nesta quinta-feira dia 21 de janeiro a nossa coluna pelo estado de Minas Gerais. Nossa itinerância partiu de Uberlândia, onde o Goma lançou o seu Programa de Produção e Comunicação Colaborativa. Este programa tenta sistematizar todas as relações estabelecidas entre o coletivo e os parceiros locais. Abaixo segue o link do programa, onde vcs poderão conhecer melhor esta nova plataforma de trabalho. Várias bandas e parceiros comparecem a este lançamento, que contou tb com a participação de Pablo Capilé (Espaço Cubo) que falou sobre o trabalho que o Circuito está desenvolvendo e os próximos passos de nossa rede para o ano de 2010. Depois do lançamento do Programa fizemos uma reunião com todo o núcleo durável do Goma, onde avaliamos o planejamento regional para 2010, e o papel do Goma nesta condução. Depois de 9 dias em São Paulo, foi muito bom dormir em casa e matar as saudades da filhotas, que acompanharam todo o processo.

Depois desta breve passagem por casa, saimos bem cedo para Uberaba de busão. Já sabiamos que em Uberaba nos encontrariamos com o Felipe (Massa Coletiva) que já estava a caminho de carro de São Carlos, para completarmos o time que rodaria esta primeira etapa da Coluna. Chegamos meio dia em Uberaba e fomos direto para a casa da Leticia, onde almoçamos maravilhosamente bem. Nada como comida de mãe pra alimentar o corpo e o espirito e dar força para continuarmos nesta jornada.

Megalozebu e Fundação cultural de Uberaba vão desenvolver programa pra posicionamento da música independente de Uberaba em parceria com o Circuito Fora do Eixo

Nossa primeira agenda em Uberaba foi um encontro com o Rodrigo e o Zuzu, presidente e vice-presidente da Fundação cultural de Uberaba respectivamente. Fizemos uma apresentação do Circuito pra eles, que se demonstraram extremamente receptivos, principalmente pela boa relação já estabelecida pelo coletivo local com a Fundação. Depois de mais de 1 hora de boa conversa e interesse mútuo para a construção de uma parceria estratégica, chegamos a conclusão de que a melhor opção para isso seria a construção de um programa para o posicionamento da música independente de Uberaba nacionalmente. Este Programa seria desenvolvido pelo Megalozebu e financiado pela Fundação, numa parceria pioneira que pode servir de referência para a consolidação de programas colaborativos entre o poder público local e os coletivos. Desta forma, criamos um modelo que tira esta relação do varejo, e se foca mesmo na consolidação de politicas públicas para a música independente.

Terminado este encontro voltamos para a casa da Leticia para nos encontramos com o Felipe, que tinha acabado de chegar, e partimos pra nossa segunda etapa em Uberaba, um encontro com o coletivo megalozebu e seus parceiros. O encontro foi no QG da banda Granvizir, banda parceira do coletivo. Além dos membros do Megalozebu, contamos com a presença de outras bandas também, como o U-ganga e o AcidoGroove, e passamos toda a noite num debate muito interessante. Num primeiro momento foi feita uma exposição sobre os objetivos desta coluna, e da visita em Uberaba, relatamos o planejamento regional e especificando a importância de Uberaba em todo este processo. Depois foi feita uma apresentação bem extensa do CFE, explicitando cada frente de trabalho, e demonstrando como o nosso histórico foi construído em sintonia com as mudanças que ocorrem na cadeia produtiva da música nestes últimos 10 anos. Várias questões pontuais foram colocadas e discutidas abertamente, num debate franco e extremamente esclarecedor para todos aqueles agentes uberabenses. Já era 1 da manhã quando, nós começamos uma imersão apenas com os membros do Megalozebu, onde discutimos e redefinimos o organograma do coletivo, e já esboçamos as principais linhas do que será o Programa de Posicionamento da Música Independente de Uberaba..Quando nos atentamos, já era 4 horas da madrugada, e resolvemos finalizar as atividades já que tinhamos que sair bem cedo com destino a Patos de Minas. Dormir um pouco e seguir, pois a coluna não pode parar….

Vamo que vamo…

Categorias:Uncategorized

Goma lança Programa de Produção e Comunicação Colaborativa

janeiro 23, 2010 Deixe um comentário

Por Victor Maciel

Goma @ 21/01/2010 – Mais fotos em flickr.com/gomacultura

Colaboratividade, democratização e troca de tecnologias e informações são princípios que sempre nortearam as ações do Circuito Fora do Eixo e, consequentemente, do Coletivo Goma, ponto de referência para os trabalhos desta rede no estado de Minas Gerais. Vislumbrando a expansão da aplicação destes conceitos em Uberlândia, o Goma apresentou na última quinta-feira, 21 de janeiro, seu Programa de Produção e Comunicação Colaborativa, com o objetivo de compartilhar a ocupação de seu espaço cultural com os diversos agentes e entidades da cadeia produtiva da cultura local, além de ampliar esta rede a partir da ideia da colaboratividade, incentivando a participação de novos agentes e a consolidação de novas parcerias com as mídias que compõem o Núcleo de Comunicação do Goma, em trocas de serviços intermediados pela moeda complementar Goma Card.

A primeira experiência neste sentido será a cobertura colaborativa do Grito Rock Uberlândia 2010, festival em rede que acontece simultaneamente em mais de setenta cidades do Brasil, Agentina, Uruguai e Bolívia durante o mês de fevereiro. Em Uberlândia, entre os dias 4 e 6. O evento, de repercussão em escalas continentais a partir da ampla rede de mídias do Circuito Fora do Eixo, contará com coberturas em texto, fotografia e microblogging (Twitter), além de transmissões ao vivo em Web Rádio e em Web TV.

Coluna Fora do Eixo Minas

A exemplo da Coluna Fora do Eixo Nordeste, ação que circulou pela região e possibilitou a adesão de vários novos coletivos ao Circuito Fora do Eixo, preparando terreno para a realização da 1ª Turnê Fora do Eixo, em dezembro de 2009, a ideia agora é circular por Minas Gerais, ampliando a rede estadual de coletivos e acertando os últimos detalhes para a realização do Grito Rock América do Sul 2010, que tem em terras mineiras seu maior número de edições em um mesmo estado e diversas rotas de circulação de artistas.

Vale lembrar que, no início de janeiro, Talles Lopes (Goma/MG), Pablo Capilé (Espaço Cubo/MT) e Felipe Silva (Massa Coletiva/SP) estiveram em São Paulo participando do Encontro das Regionais Fora do Eixo e da Reunião Geral da Abrafin (Associação Brasileira de Festivais Independentes).

Saiba mais sobre o SISTEMA DE CRÉDITO GOMA CARD: gomacard.blogspot.co

Categorias:Uncategorized

Coluna Fora do Eixo

janeiro 23, 2010 Deixe um comentário

Salve a todos,

O circuito Fora do Eixo, desde seu nascimento, teve uma preocupação e um direcionamento muito claro: conectar agentes e coletivos para a construção de uma nova inteligência coletiva capaz de enfrentar de forma mais dinâmica e legtima, todos os desafios que a sociedade contemporânea nos coloca. Toda esta construção é lastreada pela vivência e entendimento da cultura do ponto de vista antropológico,  o que nos levou a criação de tecnologias socias e novos modelos de gestão coletiva, que ampliaram nossos horizontes nestes últimos anos para muito além do campo musical, que serviu de esteio deste movimento num primeiro momento.

Diante deste desafio de conectar estes agentes e coletivos, no final de 2009, o circuito cria uma nova plataforma: a Coluna Fora do Eixo, revisitando a histórica Coluna Prestes, os representantes das regionais do Circuito Fora do Eixo, começam a viajar por todo o Brasil, em uma missão de desbravamento de novos pontos e conexào dos pontos existentes, reconhecendo que mesmo com todo o crescimento das ferramentas virtuais de conexão, o encontro presencial é indispensável em processos de contaminação cultural que busquem resignificar práticas e vivências como o Circuito se propõe. Além disso, a experiência estabelecida pelos membros das regionais durante estes deslocamentos amplia a atmosfera de entedimento destes agentes, e desta forma alimenta toda esta nova inteligência coletiva.

Nossa primeira experiência de Coluna aconteceu no final de 2009, quando 5 representantes das regionais cortaram o Nordeste, consolidando 4 novos pontos Fora do Eixo nesta região (Salvador, Aracaju, Maceio e Campina Grande). Como resultado desta ação, 15 dias depois desta coluna, duas bandas do Circuito, Macaco Bong e Porcas Borboletas,  fizeram a primeira turnê fora do eixo nordeste, fazendo 9 shows em  9 dias, de Fortaleza a Salvador, com casas completamente lotadas em eventos organizados pelos coletivos Fora do Eixo no Nordeste.

Neste inicio de 2010 damos seguencia a nossa coluna e nos próximos dias, os representantes regionais Pablo Capilé, Talles Lopes, Felipe Altenfelder e Lucas Mortimer estarão avançando pelo estado de Minas Gerais com o objetivo de ampliar ainda mais nosso trabalho neste estado que já possui 10 cidades conectadas e é hj nossa maior rede estadual de coletivos fora do eixo. Passaremos por 11  cidades em 13 dias, com uma pequena parada por São Paulo para participarmos do campus Party,  ocupando mais este fórum privilegiado , e dando seguência a nossa permanente contaminação fora do eixo.

Segue abaixo nosso calendário:

21/01 – Uberlândia
22/01 – Uberaba
23/01 – Patos de Minas
24/01 – Patos de Minas
25/01 – Poços de Caldas
26/01 – Guaxupé
27/01 – São Paulo (Campus Party)
28/01 – São Paulo (Campus Party)
29/01 – Divinopolis
30/01 – Sabará
31/01 – Itabirito
01/02 – Vespasiano
02/02 – Belo Horizonte
03/02 – Belo Horizonte

Nos próximos dias estaremos postando nossos diários de viagem de forma colaborativa neste blog, democratizando nossas vivências e compartilhando com todos vcs a experiência de nossa coluna fora do eixo minas. Fertilize esta idéia e prepara-se: em algum momento a coluna fora do eixo vai chegar em sua cidade.

Vamo q vamo…

Categorias:Uncategorized